terça-feira, 4 de janeiro de 2011

Diários

DIÁRIO DELA:
 
No domingo a noite ele estava estranho. Saímos e fomos até um bar pra tomar uma cerveja. A conversa não estava muito animada, de maneira que pensei em irmos a um lugar mais íntimo. Fomos a um restaurante e ele ainda agindo de modo estranho. Perguntei o que era e ele disse que nada, que não era eu, mas não fiquei muito convencida! No caminha pra casa, no carro, disse-lhe que o amava muito e de toda sua importância na minha vida e ele limitou-se a passar o braço por cima dos meus ombros.
Finalmente chegamos em casa e eu já estava pensando que ele iria me deixar, por isso tentei fazê-lo falar, mas sem me dar muito bola, ligou a televisão e sentou com um olhar distante, que parecia me dizer que tudo estava acabado entre nós. Por fim, embora relutante, disse que ía me deitar e após 10 minutos ele veio se deitar também e para minha surpresa, correspondeu aos meus avanços e fizemos amor! Mas depois ele ainda parecia distraído e adormeceu. Comecei a chorar e chorei até adormecer. Já não sei mais o que fazer, tenho quase certeza que ele tem alguém e que a minha vida é um autêntico desastre!  
 
DIÁRIO DELE:
 
O meu time perdeu e eu fiquei chateado a noite toda, mas pelo menos dei umazinha. Mas ainda estou chateado...  time de M...Kacete !